16 de mai de 2015

As 24 formas essenciais do TAI CHI CHUAN

A partir da metade do século XX, o governo chinês, aliando-se a iniciativas pessoais, decidiu implantar programas de atividades corporais para fortalecer a saúde do povo, que estava afetado pela II Guerra Mundial, encerrada em 1945, e pela guerra civil, interrompida em 1949. É formado um comitê de experts que se debruça sobre o assunto e começa a elaborar uma série de programas de atividades físicas para promover a saúde nacional.

Video com registros fotográficos do dia Mundial do Tai Chi & Chi Gong
na PHU/Brasília em Abr/2015

A observação cuidadosa mostrava que os praticantes de Tai Chi Chuan tinham melhor saúde do que outras pessoas. Adoeciam menos e sofriam menos de doenças crônicas, como hipertensão arterial e diabetes. Mas as formas tradicionais do Tai Chi Chuan eram bastante complexas e longas, demandando um aprendizado bastante demorado. Além disso, não havia uma forma de consenso entre as diversas escolas. Assim, foi designada uma comissão formada por grandes mestres de Tai Chi Chuan: Chu Guiting, Fu Zhongwen e Gu Liuxin, coordenada pelo mestre Li Tianji, com o objetivo de elaborar uma forma de Tai Chi Chuan simples e curta. Assim, em 1956 foi apresentado o produto desse trabalho: a forma de Tai Chi Chuan Simplificada de 24 movimentos.

A forma de Tai Chi mais popular, Pequim simplificado - 24 movimentos. Apresentado por Angela Hsu Cantafio, campeã nacional e internacional. Filmada em vista lateral, Sydney-Austrália.
Câmera e edição de Dan Stefan, 2008.

Das sequências tradicionais do estilo Yang, o mais popular, foram retiradas as repetições, os golpes de maior complexidade, e simplificou-se a execução de vários movimentos. Ela pode ser executada, por inteiro, em 5-6 minutos. O número de movimentos é interessante, e faz-nos imaginar várias associações. Existem 12 meridianos principais em cada lado do corpo, totalizando 24. O dia tem 24 horas, na medida moderna. Oito é o número perfeito, e se o atribuirmos aos Três Poderes (Céu, Homem e Terra) obtemos a soma 24. Existem 24 períodos sazonais ao longo de um calendário tradicional chinês. Os alfabetos têm em torno desse número de letras.

Seja como for, a forma de 24 movimentos oferece uma porta ampla e um caminho fácil para adentrar o universo do Tai Chi Chuan. Se um praticante a executa milhares de vezes, vislumbra a grande essência do Tai Chi. Se a executa dezenas de milhares de vezes, cada movimento se torna uma letra, e ele, como um poeta, escreve as letras, as rimas e a poesia que formam o seu próprio, pessoal e único Tai Chi Chuan.

接受它。面對它。處理它。放下它。(聖嚴法師)

Orientação do mestre Sheng Yen para lidar com qualquer situação:
 "Acolha-a. Encare-a. Processe-a. Libere-a."